viverluanda
  • top2
  • top1
  • Para quem ama Luanda!
  • Para quem ama Luanda!

Este portal é dedicado a si, que ama Luanda. Por enquanto, ainda dá os primeiros passos em termos de conteúdo, mas queremos que cresça forte, e que venha a tornar-se um adulto cheio de potencialidades. Para que isto seja possível, necessitamos da colaboração de todos quantos nos visitam. Enviem-nos os vossos comentários, críticas e sugestões, para que possamos crescer cheios de vigor.

Microsoft Visual Studio será lançado para macOS

visualstudio_macos_menosfios

Essa é uma boa nova apenas para quem usa o macOS, visto que a Microsoft poderá disponibilizar ainda essa semana o Microsoft Visual Studio para os usuários que usam o sistema operativo da Apple. Essa poderá ser uma das maneiras que a Microsoft encontrou para colocar mais desenvolvedores a criar aplicativos para o a plataforma Windows, visto que eles poderão usar mais ferramentas que a Microsoft ainda não oferece.

Do jeito que a tecnologia tem avançado, é totalmente inaceitável que até aos dias de hoje é necessário usar máquinas virtuais para programar nos computadores da Apple. Porém, isso deve mudar a partir de agora, pois o Visual Studio poderá já ser instalado no sistema operativo macOS. É conhecido por todos que essa plataforma de programação é hoje o principal software de programação da Microsoft e leva-lo para outros sistemas operacionais pode ser uma boa estratégia.

Segundo uma informação que vazou na página da Microsoft, é que a plataforma seria disponibilizada já amanhã (16/11/2016), mas infelizmente já foi apagada a publicação. em torno desta informação surge uma pergunta: Será que muitos aplicativos de alto nível podem surgir com chegada do visual studio no macOS?

The post Microsoft Visual Studio será lançado para macOS appeared first on Menos Fios.

Read more

Facebook Messenger agora tem salas de bate papo

messengerrooms_menosfios

Depois de surgirem informações de que o Facebook Messenger iria ter uma opção que permite poupar o consumo de dados, agora o aplicativo já tem um novo recurso “sala de bate papo” que infelizmente ainda não está disponível para todos os países. O lançamento limitado deste recurso serve como um teste para ver se a plataforma de mensagens do Facebook poderá encorajar conversas mais amplas e mais públicas focadas em tópicos específicos.

Através deste recurso, os usuários podem criar as suas próprias salas através da aplicação Messenger, convidar membros, aprovar novos membros, definir um apelido para si próprio, configurar notificações e muito mais. É importante diferenciar as coisas, este recurso é diferente das conversas em grupo, porque é focado em conversar em torno de tópicos específicos com pessoas que você pode ou não conhecer. já os habituais grupos  são geralmente unidos pela família e amigos que a pessoa conhece ou por um núcleo de amigos em comum .

Segundo Drew Moxon (Gerente de produtos do Messenger), disse que o recurso foi pensado para que os usuários parem de incomodar os amigos com assuntos sobre os quais eles não têm interesse. O mesmo disse ainda que, “Os chats em grupo actualmente são focados em pessoas que você conhece (amigos e família), e a empresa acredita há muita necessidade por um serviço de conversas sobre tópicos específicos”. O novo recurso será para conversas baseadas em tópicos, então as pessoas podem conversas com outros que elas talvez não conheçam.”

No entanto, depois de disponibilizado para todos os países, os usuários  poderão definir as salas de bate papo como privados (a) e só permitirão que outras pessoas se juntem quando forem aprovados por um administrador. O recurso também será testada no Canadá antes que seja disponibilizado para usuários no mundo inteiro.

Qual será o uso que os utilizadores em Angola darão a esses chats, debates produtivos ou nem por isso?

 

The post Facebook Messenger agora tem salas de bate papo appeared first on Menos Fios.

Read more

Angola não faz parte dos países com maior uso de aplicativos móveis

apps

Angola não consta na lista dos países africanos que mais fazem o uso de aplicativos móveis. A Opera, lançou o relatório sobre o uso de aplicativos móveis em África intitulado, State of the Mobile Web Africa 2016, destacou as tendências de Internet móvel em todo o continente, onde inclui comportamento de navegação dos consumidores e o uso dos aplicativos móveis.

África do Sul (SA) ocupa o primeiro lugar em África em termos de uso de aplicativos móveis, um terço da sua população faz o uso aplicações móveis, seguido por 31% dos ganenses, 28 % dos nigerianos, 19% dos quenianos, e 18% dos ugandenses. Os usuários sul-Africano também são os mais propensos a acessar notícias e aplicativos e-commerce do que os seus homólogos africanos, enquanto que, o Gana é o mercado Android com mais usuários com quase 73% de usuários. Também é o único país da África sub-saariana consta no top dez da plataforma do sistema operacional móvel iOS da Apple.

Já o Gana, Quénia, Ilhas Seychelles e Mauritiania são os paíse com maiores usuários de dados com uma utilização média de mais de 160 MB / mês, enquanto a Nigéria com 76% do tráfego, é o país mais mobilizados no mundo à frente da SA e da Índia. Os resultados também mostram que as visitas a sites de streaming de vídeo no Opera Mini em África aumentou 36% desde 2012. Os usuários de Tanzânia (22%) são mais propensos a visitar YouTube seguido pela África do Sul (20%) e Gana (19%).

Africa- apps móveis

De acordo com o relatório da Opera, em 2016 foram vendidos mais smartphones em África do que qualquer outro modelo de telefone. Os preços baixos e a demanda por produtos inovadores têm contribuído para o surgimento dos smartphones no continente. Em 2015, foram enviados para a África 89% dos smartphones no sistema operacional Android e 45% dos mesmos foram vendidos em um preço abaixo de US $ 100.

A McKinsey Global Institute, prevê que a penetração de smartphones no continente berço irá aumentar em cerca de 27% até 2020.  A instituição observa ainda que a internet mais rápida e penetração de telefonia móvel são susceptíveis para que possa ter um efeito transformador em sectores como bancos, energia, saúde e educação.

Quanto ao nosso país, Angola, precisamos melhorar ainda muito no que diz respeito a este assunto, o reduzido número de operadoras no sector móvel e os preços de smartphones e internet são alguns dos grandes desafios para muitos dos usuários. Melhoramos bastante no sector de telefonia móvel, no sector do uso de aplicativos móveis e no sector do uso de smartphone, mas ainda estamos um pouco em baixo, comparando com outros países do continente. Esperamos que esse relatório venha mais uma vez a despertar-se as nossas atenções.

O relatório reconhece que há desafios para aumentar a base de usuários do Opera Mini em África, incluindo os elevados custos de dados, perda de dados de fundo e capacidade limitada de rede.

The post Angola não faz parte dos países com maior uso de aplicativos móveis appeared first on Menos Fios.

Read more

Angola não faz parte dos países africanos com maior uso de aplicativos móveis

apps

Angola não consta na lista dos países africanos que mais fazem o uso de aplicativos móveis. A Opera, lançou o relatório sobre o uso de aplicativos móveis em África intitulado, State of the Mobile Web Africa 2016, destacou as tendências de Internet móvel em todo o continente, onde inclui comportamento de navegação dos consumidores e o uso dos aplicativos móveis.

África do Sul (SA) ocupa o primeiro lugar em África em termos de uso de aplicativos móveis, um terço da sua população faz o uso aplicações móveis, seguido por 31% dos ganenses, 28 % dos nigerianos, 19% dos quenianos, e 18% dos ugandenses. Os usuários sul-Africano também são os mais propensos a acessar notícias e aplicativos e-commerce do que os seus homólogos africanos, enquanto que, o Gana é o mercado Android com mais usuários com quase 73% de usuários. Também é o único país da África sub-saariana consta no top dez da plataforma do sistema operacional móvel iOS da Apple.

Já o Gana, Quénia, Ilhas Seychelles e Mauritiania são os paíse com maiores usuários de dados com uma utilização média de mais de 160 MB / mês, enquanto a Nigéria com 76% do tráfego, é o país mais mobilizados no mundo à frente da SA e da Índia. Os resultados também mostram que as visitas a sites de streaming de vídeo no Opera Mini em África aumentou 36% desde 2012. Os usuários de Tanzânia (22%) são mais propensos a visitar YouTube seguido pela África do Sul (20%) e Gana (19%).

Africa- apps móveis

De acordo com o relatório da Opera, em 2016 foram vendidos mais smartphones em África do que qualquer outro modelo de telefone. Os preços baixos e a demanda por produtos inovadores têm contribuído para o surgimento dos smartphones no continente. Em 2015, foram enviados para a África 89% dos smartphones no sistema operacional Android e 45% dos mesmos foram vendidos em um preço abaixo de US $ 100.

A McKinsey Global Institute, prevê que a penetração de smartphones no continente berço irá aumentar em cerca de 27% até 2020.  A instituição observa ainda que a internet mais rápida e penetração de telefonia móvel são susceptíveis para que possa ter um efeito transformador em sectores como bancos, energia, saúde e educação.

Quanto ao nosso país, Angola, precisamos melhorar ainda muito no que diz respeito a este assunto, o reduzido número de operadoras no sector móvel e os preços de smartphones e internet são alguns dos grandes desafios para muitos dos usuários. Melhoramos bastante no sector de telefonia móvel, no sector do uso de aplicativos móveis e no sector do uso de smartphone, mas ainda estamos um pouco em baixo, comparando com outros países do continente. Esperamos que esse relatório venha mais uma vez a despertar-se as nossas atenções.

O relatório reconhece que há desafios para aumentar a base de usuários do Opera Mini em África, incluindo os elevados custos de dados, perda de dados de fundo e capacidade limitada de rede.

The post Angola não faz parte dos países africanos com maior uso de aplicativos móveis appeared first on Menos Fios.

Read more

Acompanhe online: Semana Global do Empreendedorismo

14657314_729782337179224_7790593126262914265_n

Actualmente está a decorrer a Semana Global do Empreendedorismo em Angola, que tem como objectivo desenvolver um ciclo de palestras gratuitas, sobre Empreendedorismo, destinadas aos jovens nos municípios de Luanda e baseia-se em 6 grandes eixos: Inspirar; Capacitar; Orientar; Conectar, Promover e Inovar. O mesmo está a realizar-se desde o dia 14 de Novembro de 2016, e vai terminar no dia 08 de Novembro de 2016. O local do evento é na Universidade Católica de Angola e vai das 09h00 até as 13h05.

De certeza que esse evento irá mostrar  que Angola também tem jovens com talento, mentes inovadoras, determinadas. Para quem não puder participar por algum motivo pessoal ou encontra-se fora de Angola, poderá acompanhar o evento Online através da plataforma Livestream clicando aqui.

Caso ainda queira inscrever-se para uma das datas ainda dentro desta semana clique aqui.

Já se fez presente na Semana Global do Empreendedorismo em Angola? 

The post Acompanhe online: Semana Global do Empreendedorismo appeared first on Menos Fios.

Read more

Luanda será o palco da palestra sobre oportunidades no sector das TIC

ISUCIC

Os desafios do sector das tecnologias de informação e comunicação, sejam as oportunidades de serviços e negócios para os jovens e estudantes será o tema de uma palestra que será promovida esta terça-feira, em Luanda, pelo Instituto Superior de Ciências e Comunicação(ISUCIC).

Sabe-se que, hoje as micro-empresas ligadas às TIC estão a difundir-se rapidamente em muitos países de baixo rendimento e podem oferecer empregos a populações com pouca instrução e escassos recursos. Estas oportunidades de emprego incluem a venda de tempo de utilização de rede nas ruas, recuperação de telemóveis, reparação de computadores pessoais e gestão de ciber-cafés.

E é com base nisso que, o ISUCIC realiza hoje a palestra sobre as oportunidades no sector das TIC. O certame terá lugar na sede desta instituição de ensino superior e será orientado pelo ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha.

O mundo acadêmico nacional, tem mostrado que o nosso país pode dar um avnço considerável no ramo  das tecnologias de informação e comunicação e diante disso tem se realizado palestras, concursos e entre outras actividades, é de louvar mais uma vez a iniciativa do ISUCIC. A actividade contará com a presença do ministro do Ensino Superior, Adão do Nascimento, estudantes e convidados.

O ISUCIC é uma instituição do ensino superior integrado no Subsistema do Ensino Superior, que tem por missão o desenvolvimento de actividades de ensino, investigação e prestação de serviço à comunidade no domínio das ciências da comunicação. Está localizado na cidade do Kilamba, em Luanda.

The post Luanda será o palco da palestra sobre oportunidades no sector das TIC appeared first on Menos Fios.

Read more

Sabia que um laptop pode derrubar os principais servidores de Internet?

blacknurse-attack-menosfios

Até tempos atrás os ataques para se derrubar servidores de Internet eram efectuados não só usando um único laptop, mas pelos vistos agora já é possível. Segundo informações reveladas pelos pesquisadores da TDC Security Operations Center, há uma nova técnica de ataque denominado BlackNurse que pode derrubar servidores grandes usando apenas um computador (neste caso, um laptop) ligada a uma conexão de pelo menos 15 Mbps de largura de banda.

Como Funciona?

Em vez do Hacker bombardear um servidor com tráfego, ele envia pacotes de protocolo de mensagem de controle de Internet sobrecarregam os processadores em firewalls de servidores da Cisco, Palo Alto Networks ou outra companhia de renome. Os firewalls acabam por deixar cair tantos dados que, no final, os servidores vão acabar por cair, mesmo que eles tenham muita de capacidade de rede.

Existe alguma maneira de combater o ataque BlackNurse?

Felizmente sim, existem maneiras de lutar contra BlackNurse. O TDC Security Operations Center recomenda a criação de filtros de software para evitar esse tipo de ataques. Além disso, isso é principalmente uma preocupação para os fabricantes de firewall que deixam pacotes de fora o Internet Control Message Protocol. Um exemplo vivo são as do Palo Alto, que seus firewalls descartam esses tipos de solicitações por padrão, a menos que sejam alteradas as configurações e não usar as configurações padrão a protecção anti-ataques, ai sim  você está seguro.

De acordo com os pesquisadores, os seguintes produtos são afectados:

  • Cisco ASA 5506, 5515, 5525 (configurações padrão)
  • Cisco ASA 5550 (legacy) e 5515-X (última geração)
  • Cisco Router 897 (pode ser atenuado)
  • SonicWall (misconfiguration pode ser mudado ou mitigado)

Alguns não verificados modelo Palo Alto:

  • Zyxel NWA3560-N (ataque sem fio do lado LAN)
  • Zyxel Zywall USG50

Nota: Pode-se notar que o modelo Cisco ASA firewall da série 55xx é um dos mais afectados, isso acontece mesmo que seja negado todo o tráfego ICMP para os firewalls, eles ainda sofrem com o ataque DOS, com tão pouco quanto 4 Mbps de tráfego.

The post Sabia que um laptop pode derrubar os principais servidores de Internet? appeared first on Menos Fios.

Read more

Sabia que um laptop pode derrubar os principais servidores de Internet?

blacknurse-attack-menosfios

Até tempos atrás os ataques para se derrubar servidores de Internet eram efectuados não só usando um único laptop, mas pelos vistos agora já é possível. Segundo informações reveladas pelos pesquisadores da TDC Security Operations Center, há uma nova técnica de ataque denominado BlackNurse que pode derrubar servidores grandes usando apenas um computador (neste caso, um laptop) ligada a uma conexão de pelo menos 15 Mbps de largura de banda.

Como Funciona?

Em vez do Hacker bombardear um servidor com tráfego, ele envia pacotes de protocolo de mensagem de controle de Internet sobrecarregam os processadores em firewalls de servidores da Cisco, Palo Alto Networks ou outra companhia de renome. Os firewalls acabam por deixar cair tantos dados que, no final, os servidores vão acabar por cair, mesmo que eles tenham muita de capacidade de rede.

Existe alguma maneira de combater o ataque BlackNurse?

Felizmente sim, existem maneiras de lutar contra BlackNurse. O TDC Security Operations Center recomenda a criação de filtros de software para evitar esse tipo de ataques. Além disso, isso é principalmente uma preocupação para os fabricantes de firewall que deixam pacotes de fora o Internet Control Message Protocol. Um exemplo vivo são as do Palo Alto, que seus firewalls descartam esses tipos de solicitações por padrão, a menos que sejam alteradas as configurações e não usar as configurações padrão a protecção anti-ataques, ai sim  você está seguro.

De acordo com os pesquisadores, os seguintes produtos são afectados:

  • Cisco ASA 5506, 5515, 5525 (configurações padrão)
  • Cisco ASA 5550 (legacy) e 5515-X (última geração)
  • Cisco Router 897 (pode ser atenuado)
  • SonicWall (misconfiguration pode ser mudado ou mitigado)

Alguns não verificados modelo Palo Alto:

  • Zyxel NWA3560-N (ataque sem fio do lado LAN)
  • Zyxel Zywall USG50

Nota: Pode-se notar que o modelo Cisco ASA firewall da série 55xx é um dos mais afectados, isso acontece mesmo que seja negado todo o tráfego ICMP para os firewalls, eles ainda sofrem com o ataque DOS, com tão pouco quanto 4 Mbps de tráfego.

The post Sabia que um laptop pode derrubar os principais servidores de Internet? appeared first on Menos Fios.

Read more

PARCEIROS
  • angola image bank rodape
  • noite angolana rodape
  • publico alvo rodape